quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sal na medida certa!!!


Recentemente o Ministério da Saúde promoveu uma campanha para o consumo consciente do sal, e o Bistrô Saúde não podia deixar de atualizar seus leitores quanto aos efeitos do consumo excessivo de sal, além de fornecer dicas para reduzir seu consumo, disponibilizar materiais importantes e ótimos para consultar e aprofundar seus conhecimentos sobre este tema. Aproveite!!!


Afinal, pra que serve o sal ???
O sal (cloreto de sódio) tem papel importante em diversas funções do organismo e é essencial para a saúde.
É ele que mantém o volume do fluído extra celular no corpo, evitando a desidratação.  O mineral, junto com uma boa ingestão de água, também participa de funções fisiológicas básicas, como contração muscular, impulsos nervosos e ritmo cardíaco, permitindo assim o bom funcionamento do cérebro e o controle das funções vitais do organismo.
O sal ainda é a principal fonte de iodo, cuja deficiência é causa de deficiência mental, abortos espontâneos, natimortos e baixo peso ao nascer, além do bócio.
Porque devemos consumir menos sal?
O consumo diário de sódio pela população brasileira está duas vezes e meia acima do limite recomendado pela  Organização Mundial de Saúde (OMS). Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Saúde Pública da USP aponta que a quantidade diária de sódio disponível nas refeições brasileiras é de 4,5 g por pessoa, enquanto a OMS recomenda a ingestão máxima de 2 g por dia.
A grande preocupação é com o consumo excessivo do sal, que tem sido correlacionada com o desenvolvimento da hipertensão arterial, sendo esta um fator de risco para morbidade e mortalidade cardiovascular.
A hipertensão arterial é observada primariamente em comunidades com ingestão de sal superior a 5,8g de sal por dia. Por outro lado, a hipertensão arterial é rara em populações cuja ingestão de sal é inferior a 2,9g/dia.

Quais são os grupos de risco?
Adultos, gestantes e obesos e idosos devem manter um consumo moderado de sal. Na faixa etária de escolares e adolescentes o consumo de alimentos industrializados e “fast food” promovem ingestão excessiva de sódio. No âmbito populacional, a ingestão de  sal parece ser um dos fatores envolvidos no aumento progressivo da pressão arterial que acontece com o envelhecimento. (Diretrizes de Hipertensão – 2010)

Alimentos com excesso de sódio:

• Sal de cozinha (NaCl) e temperos industrializados
• Alimentos industrializados ("ketchup", mostarda, shoyu, caldos concentrados)
• Embutidos (salsicha, mortadela, lingüiça, presunto, salame, paio)
• Conservas (picles, azeitona, aspargo, palmito)
• Enlatados (extrato de tomate, milho, ervilha)
• Bacalhau, charque, carne seca, defumados
• Aditivos (glutamato monossódico) utilizados em alguns condimentos e sopas de pacote
• Queijos em geral

A seguir, uma tabela com a quantidade de sódio em alguns alimentos industrializados comumente consumidos no Brasil. Observem que a quantidade de sódio é tão grande que supre as necessidades diárias de sódio, e alguns possuem o dobro da quantidade recomendada por dia (que é de aproximadamente 1160mg de Sódio)....


Alimento
Quantidade de sódio (em mg)
Quantidade equivalente de sal (gramas)
% do valor diário recomendado
3 salsichas
2142
5,355
184,7
1 embalagem de miojo com tempero de carne
2068
5,17
178,3
3 fatias de pizza pronta sabor calabresa
1953
4,8825
168,4
15 nuggets de frango
2226
5,565
191,9
1 unidade de lasanha pronta sabor presunto e queijo
2271
5,6775
195,8
2 colheres e meia de sopa de molho de soja
2137
5,3425
184,2
2 unidades de linguiça toscana
2444
6,11
210,7
1 litro de suco em pó light
1100
2,75
94,8
1 prato e meio de sopa pronta sabor carne com macarrão
1275
3,1875
109,9
1 pacote de 200g de salgadinho sabor presunto
2800
7
241,4
3 hambúrgueres de carne
1174
2,935
101,2

















Recentemente o ministério da Saúde realizou a campanha pelo consumo consciente do sal, sugerindo o consumo de apenas 1 colher de chá de sal por dia, por pessoa. Vale lembrar que essa atitude deve se manter  por toda a vida, para que se evitem problemas futuros!

A seguir, algumas dicas do bistrô para reduzir o consumo de sal no dia a dia:

Evitar o consumo de alimentos e produtos industrializados ( como vimos anteriormente, eles contém grandes quantidades de sódio)
Não deixar o saleiro na mesa (isso faz com que você consuma mais sal do que o normal)

Utilizar o SAL DE ERVAS! Na mesma quantidade que o habitual. Veja a Receita do Ministério da Sáude abaixo!


A seguir, uma série de documentos para você fazer download  e ter todas as ferramentas de consulta com você:






Referências
Diretrizes de Hipertensão, 2010 Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/consenso/2010/Diretriz_hipertensao_associados.pdf Acesso em: 28/12/2011



Se você deseja receber as newsletters do Bistrô, mande seus dados (nome, e-mail e profissão) para:
 bistrosaude@hotmail.com

ou cadastre-se ao lado para receber nossos posts no seu email

Ou visite no perfil no Facebook ou Twitter: 


                  


Texto Elaborado por : 


Ticiane Gonçalez Bovi - Nutricionista - CRN3: 27299
Ana Carolina Assad - Nutricionista - CRN3: 27893